Mato Grosso do Sul , pesca e flagrantes de irregularidade

 

Nos primeiros dias de pesca liberada, poucos pescadores foram até o Rio Aquidauana. Na região abaixo da ponte velha, onde acabou a piracema, profissionais e amadores reclamam da pouca oferta de pescado. Alguns ficaram mais de seis horas sem conseguir sequer um peixe.

Na parte acima da mesma ponte, onde persistem as regras da piracema, foram detectados, no fim de semana, flagrantes de irregularidades. Algumas pessoas pescavam usando molinetes e carretilhas, o que é proibido em áreas de defeso. Quem for encontrado irregular nos locais onde a proibição da pesca vai até o dia 15 de março pode ser preso ou multado. A multa varia de R$ 700 a R$ 100 mil, mais dez reais por quilo de pescado irregular.

Veja também

Projeto Prorobalo Unesp de Registro capacita guias de pesca

É promovida a prática da pesca amadora responsável Projeto da Unesp de Registro vem promovendo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.