Portugal – Estudantes inventam pesca sem rede

Idéia inspira-se nas baleias e usa bolhas para aprisionar cardumes

Quatro antigos estudantes e um docente do Instituto Politécnico de Leiria (IPL) são os autores de um novo sistema de pesca industrial que dispensa a utilização de redes. São bolhas de ar que aprisionam os cardumes, depois aspirados para o barco com recurso a uma bomba. A patente de âmbito nacional e internacional está registrada e o interesse por parte de investidores “é muito grande”, segundo Leopoldina Alves, directora do Centro de Transferência e Valorização do Conhecimento (CTC) do IPL.

Vocacionado para a pesca do cerco, o projeto Bubble Net surgiu na Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar de Peniche. Já recebeu financiamento superior a 30 mil euros, o que possibilitou criar um protótipo e realizar testes.

Uma das principais vantagens do conceito Bubble Net é que “seria uma arte limpa, permitindo pescar sem provocar danos no meio marinho”, explicou Humberto Jorge, presidente da Associação Nacional das Organizações de Produtores da Pesca do Centro (Anopcerco). Mais: evitaria o desperdício de pescado e o custo de aquisição e manutenção das redes. Humberto Jorge conclui que se trata previsivelmente de um investimento oneroso, mas compensador a longo prazo.

Leopoldina Alves admite que “há um risco associado” ao negócio, sobretudo porque está vocacionado para o mercado internacional e para armadores com frotas de grande dimensão.
Desde Maio de 2008 até Fevereiro, o IPL registou 32 invenções no INPI – Instituto Nacional de Propriedade Intelectual.

IOnline

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.