Seis pessoas são multadas por pesca ilegal no Rio Atibaia

Seis pessoas foram multadas por pesca irregular, ontem à tarde, em Americana, durante fiscalização conjunta realizada por funcionários da Secretaria de Meio Ambiente, Grupo de Proteção Ambiental da Guarda Municipal e Polícia Ambiental. Todos foram flagrados às margens da confluência dos Rios Atibaia e Jaguari, depois da comporta da CPFL Paulista. O valor da multa, por pessoa, é de no mínimo R$ 1 mil.

Segundo o diretor da Unidade de Fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente, Cícero Moura, a pasta tem recebido desde o final de janeiro inúmeras denúncias de que pessoas estariam pescando e usando apetrechos ilegais (rede e tarrafa, por exemplo) na confluência dos Rios Atibaia e Jaguari. “Por meio de ofício, o secretário Jonas Santarosa, comunicou à Polícia Ambiental e a Guarda e, decidimos pela fiscalização”.

De acordo com o guarda ambiental, Reginaldo Cirino Costa, além das autuações por pesca ilegal, foram apreendidos dez “chuveirinhos” (mecanismo usado com vários anzóis ao mesmo tempo) – um dos apetrechos proibidos por lei; aplicadas cinco multas de trânsito no valor total de R$ 2,8 mil (todas motivadas por falta ou documento do carro vencido), cinco averiguações em veículos, dois automóveis guinchados ao pátio e aproximadamente sete quilos de peixes recuperados e soltos novamente nos rios.

Os pescadores autuados justificaram que desconheciam o fato de que a prática era proibida no local por conta da ausência de placas. O guarda ambiental, por sua vez, argumentou que todas as placas colocadas às margens dos rios são retiradas pelos próprios pescadores para posteriormente usarem a ausência como desculpa.

O 1º sargento da Polícia Ambiental de Americana, Edemilson Carlos Stoque explicou que a pesca na confluência dos rios é proibida porque os peixes ficam mais vulneráveis. “Na divisa do rio os peixes costumam parar, o que facilita a captura, até com as próprias mãos“, disse. Dentre os peixes encontrados nos rios destacam-se o dourado, piapara, lambari, mandiuva e piranha.

Fonte = O Liberal (www.liberal.com.br)

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.